terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Filas de Supermercado

Hoje recordei um episódio a que assisti na semana passada enquanto estava na fila do supermercado e decidi que seria esse o assunto de hoje.
Estava então eu numa das filas de pagamento (que naquele dia estavam extraordinariamente longas) quanto se pôs atrás de mim um casal e ouvi a seguinte conversa:
- Porque é que não vais para ali? - perguntava o homem à mulher, referindo-se às caixas self-service a que os clientes do Continente já se habituaram.
Ao que a mulher responde:
- Eles ali querem é pôr-nos a trabalhar por eles! - e acrescenta ainda - Quer dizer, nos vimos às compras, pagamos os artigos e ainda temos de fazer o serviço deles?
É de realçar que a senhora não tinha nas mãos mais do que meia dúzia de artigos e que as referidas caixas estavam mesmo ali a meia dúzia de passos e que o tempo de espera seria certamente menor do que nas caixas normais.
Eu fiquei sem reacção. Não sabia se havia de rir pela piada da situação ou se havia de chorar pela "nem-sei-o-que-lhe-chame" da senhora (ignorância, estupidez, arrogância, não sei!).
Na minha opinião estas caixas são muito úteis e vieram auxiliar em muito aqueles clientes que pretendem apenas um ou dois artigos mas que desejariam não ter de esperar tanto tempo para os pagar, como por sinal era a situação da senhora em questão (e pelos vistos o marido partilha da mesma opinião que eu). A única coisa que os senhores da SONAE nos pedem em troca da redução do tempo de espera é que sejamos nós a validar os artigos na máquina, o que eu não acho que seja mau de todo (ao contrário da senhora) e que o cliente é quem mais fica a ganhar uma vez que tempo é dinheiro.
O único inconveniente das máquinas é que, ao princípio, parecem confusas. Mas está sempre lá uma assistente que nos ajuda se precisarmos e a própria máquina 'debita' instruções. Depois da primeira vez a trabalhar com a máquina torna-se tudo mais fácil!

2 comentários:

paranoiasnfm disse...

Situação caricata..

E essa mulher deve ser loira, certo? lol

Chegava eu a um grande superfície comercial, às quais só vou quando tenho mesmo necessidade, a primeira coisa que fazia era gerir o tempo de forma a estar lá o MENOR tempo possível. A não ser que fosse para lá para passear (coisa que detesto).

E esta, sai-se com uma conversa assim.. fantástico.

Se calhar o homem é que deve trabalhar em casa, daí ela não ter pressa em sair do supermercado.

cumps

paranoiasnfm disse...

PS:
A parte do código que ficou no artigo (coisa que reparei após a leitura do teu comentário), ou a parte do meu texto?


Conheces uma pessoa de vista, cruzas-te com essa mesma pessoa ao fim de umas semanas, duas a 3 vezes por semana no ginásio, por sua vez, pode-se dizer que é uma moça interessante.. e ficas com aquela ideia:
"Tenho que falar com ela e confirmar de onde a conheço."

Mas essa iniciativa não chega a ter o seu dia.. até que, sonhas com essa pessoa e fazes precisamente aquilo que pretendias.
LOL

Foi isso que se passou.. foi preciso sonhar com esta situação para dizer: "Sim, é hoje que meto conversa." LOL


cumps